terça-feira, 16 de agosto de 2011

Tempo pra viver!

Faz tempo que não escrevo. Há uma frase que gosto de dizer: "A vida é uma ladra sultil..." se a gente não se organiza, vai ficando tudo meio atrapalhado. Hoje já não acredito muito na desculpa que a gente dá a si mesmo e aos outros: "Não tenho tempo". Na verdade, analisando bem, sofro mais de falta de planejamento que de tempo. Quem planeja se utiliza de uma estratégia para ter tempo, ajusta as coisas, estabelece prioridades e assim consegue realizar o que pretende ou deseja.
Hoje estive pensando sobre a importância da manutenção do tempo que reservo para ser eu mesma, fazer o que gosto, cuidar da minha individualidade. Boa parte do meu, do seu tempo,  é dedicada a coletividade. Prazerosas ou não, há atividades das quais não posso me eximir, elas consomem meu tempo, minha atenção e são indelegáveis. A gente trabalha, cuida da família de diveeeersas formas, realiza tarefas relacionadas aos estudos, faculdade, curso, enfim.
  Por isso faço questão de ao menos uma vez por semana, fazer coisas que gosto, como ir ao cinema, ler mais 1/3 de um livro, sair com amigas pra jogar conversa fora e rir, dar um passeio dentro de  uma livraria, que eu adoro! ir pra internet mexer com fotos, músicas, caminhar(isso ao menos 3 vezes por semana, né?), rever um álbum antigo de fotografias, comer uma de minhas comidas preferidas no lugar que mais gosto, assistir algo na tv que me agrade, ligar pro Rio pra falar com alguma das pessoas queridas da minha vida que lá estão, dançar, ainda que seja em casa, ouvir minhas canções prediletas, vir aqui expor minhas idéias neste blog, entre várias outras coisas. Isso pra mim tem um nome do qual gosto muito: QUALIDADE DE VIDA! já ouvi muitas vezes frases do tipo: " o sentido da vida está em se doar ao próximo", acredito nisso, de verdade, mas não considero tal filosofia uma verdade em absoluto. Nossa complexidade humana é sinônimo de necessidades a serem supridas...a maioria delas pode ser atendida por nós mesmos. Viver em função dos outros em detrimento de si mesmo, ou sempre  deixando-se pra depois,acarretará um déficit que redundará em consequências tais como: stress, fadiga, cansaço excessivo, irritação, intolerância, melancolia, apatia, predisposição a vários tipos de males físicos, como dor de cabeça, tensão muscular, entre outros problemas.
Postei no facebook estes dias um trecho de uma das crônicas de Martha Medeiros, que fala a respeito do que mais a gente quer. As vezes as pessoas veem alguém que está casado, com filhos, trabalho, enfim, e notam que esse alguém está sempre com cara de enterro, de tédio. Aí pensam: "o que mais ela pode querer, Deus do céu?? A menina tem tudo"!!
"(...)Que eu nunca aceite a idéia de que a maturidade exige um certo conformismo. Que eu não tenha medo nem vergonha de ainda desejar."
Há pessoas que encaram o casamento, a vida em família, como uma renúncia  à vida, a sua individualidade. Isso é um equívoco...você que se casou,por acaso morreu?
Há duas canções que fazem a gente pensar um pouquinho em termos de qualidade de vida: "É preciso saber viver"de Erasmo e Roberto Carlos e " Epitáfio" de Sérgio Britto, interpretadas pelos Titãs. Elas me fazem pensar nas coisas que talvez venhamos a lamentar no futuro por não termos procurado dar qualidade a nossa vida ou por não termos feito melhores escolhas quando estava em nossas mãos o poder de fazê-las. Foi por esta razão que durante as férias fiz questão de fotografar de pertinho e filmar a praia do Arpoador, na minha cidade...são pequenas coisas mesmo que fazem a qualidade do nosso viver. Tenho um certo fascínio por aquela praia, então pensei: vou lá curtir mais aquele lugar!
Hoje estou aqui escrevendo porque me programei para isso, dentre outras coisas. Durante toda a manhã consegui realizar as coisas a que me propus. A sensação de ter tido um tempo produtivo é muito boa. A única  coisa que tive que fazer foi planejar e me ater a isso. Não importa se te restam no fim do dia 45 minutos, mas o que você fará em prol de si mesmo com esse tempo que restou.
O sentido de estar vivo é sentir-se vivendo!
Posso não poder controlar a passagem do tempo, mas posso ser "senhora" do tempo que tenho pra viver a minha vida -esta  que Deus me deu de presente- enquanto o tempo e a vida passam.

Epitáfio

Devia ter amado mais
Ter chorado mais
Ter visto o sol nascer
Devia ter arriscado mais e até errado mais
Ter feito o que eu queria fazer
Queria ter aceitado as pessoas como elas são
Cada um sabe a alegria e a dor que traz no coração
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar...
Devia ter complicado menos, trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr
Devia ter me importado menos com problemas pequenos
Ter morrido de amor
Queria ter aceitado a vida como ela é
A cada um cabe alegrias e a tristeza que vier
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído?
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar...
Devia ter complicado menos, trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr.

É Preciso Saber Viver
(Eramo e Roberto)
Quem espera que a vida
Seja feita de ilusão
Pode até ficar maluco
Ou morrer na solidão
É preciso ter cuidado
Pra mais tarde não sofrer
É preciso saber viver

Toda pedra do caminho
Você pode retirar
Numa flor que tem espinhos
Você pode se arranhar
Se o bem e o mal existem
Você pode escolher
É preciso saber viver

É preciso saber viver
É preciso saber viver
É preciso saber viver
Saber viver