quinta-feira, 23 de junho de 2011

Sobre ética, honestidade e hipocrisia

Dias desses estava numa festa de casamento trocando idéias com uma amiga que há muito não via. Num dado momento falamos a respeito do filme "Tropa de Elite" e da satisfação que ambas tivemos ao ver no final do filme a cena que mostrava o congresso nacional, sendo retratado como  a raiz dos males do nosso país. Inevitavelmente o tema da conversa passou a ser 'CORRUPÇÃO'. Trocamos opiniões sobre os políticos que "ainda" considerávamos  homens sérios e honestos, e claro, sobre os desonestos, pilantras, bandidos que "representam"(???) a voz do povo.
Então ela comentou sobre um determinado e-mail que havia recebido tempos atrás, acredito que muitas pessoas devam conhecer, que falava sobre a hipocrisia nossa de cada dia. Criticamos e abominamos os atos de  corrupção dos nossos governantes, apontamos, enchemos o peito pra dizer:" ISSO É UMA VERGONHA, CAMBADA DE LADRÃO" etc e tal...mas...você pode falar? Eu posso? Uma pergunta pra se pensar...pensar nas "pequenas" ilegalidades que cometemos no dia a dia.O quanto tentamos levar "vantagem", assim como os bandidos de colarinho branco que recriminamos. veja alguns exemplos:
Falsificação de carteirinha de estudante pra economizar no cinema, no teatro, no show...por causa de R$5,00,R$10,00 reais!é crime. Pensando logicamente, se alguém faz isso por R$5, ou R$10, o que não faria por muito dinheiro, como boa parte dos nossos congressistas?
E pessoas que informam endereço incorreto ao RH da empresa onde trabalham, dizendo que moram na China, pra receber vale-transportes de maior valor?
E Pirataria?  Conheço poucos que não compram...já comprei muitos filmes piratas! hoje evito até ir ao local pra não ceder à tentação de comprar, afinal, o "Tropa de Elite" nas lojas custa em torno de R$40, a R$50, reais! na feira sai no máximo à R$10,00...é muuuuito tentador. Algumas pessoas acham que a pirataria cumpre sua função social, afinal, o pobre baixa renda vai ao cinema com a família como? Não pode ir ao cinema e nem comprar filme pirata, se um dia tiver sorte assistirá nas telas da tv globo, SBT ou Record. Eles tem direito à cultura, lazer, entretenimento...mas só após alguns anos de atraso...
E esses artistas todos aí? Estão milionários! as gravadoras cobram valores exorbitantes pelos   CDs,  DVDs....enfim. 
O fato é que, opiniões e divergências à parte,  e até bem fundamentadas,pirataria é crime.
E as "pequenas mentiras" que a gente conta pra evitar algumas consequências? no trânsito, a fim de evitar uma multa, num órgão público, no banco...
Bem, tudo o que foi exemplificado aqui é uma realidade, acontece o tempo todo, embora ache que cada indivíduo é livre pra    agir como deseja. 
Quando ouvimos alguém falar das robalheiras do governo, pressupomos que esse invíduo é ético e honesto.
O que escrevi  é fruto de uma reflexão sobre a nossa própria moralidade.
 Talvez  nossas críticas nada mais sejam que uma natural reação ao fato de alguém estar roubando o que é nosso, porque é o dinheiro dos impostos que pagamos, e não pela falta de ética e honestidade, pois quando nós "roubamos" o que é dos outros...usamos justificativas ou silênciamos.
Vou usar um dito bem clichê: "Quem tem telhado de vidro não atira pedras no telhado dos outros."
A amiga de quem falei mudou algumas de suas condutas consideradas desonestas e diz que sente melhor assim...eu tenho revisto algumas minhas...
Talvez a gente não consiga ser sempre ético, honesto e livre de hipocrisia, mas pelo menos não sejamos tão enfáticos e dramáticos dircussadores em nossas indignações quando se tratar da desonestidade alheia...
 Cheguei por fim à conclusão de  que duas dessas características se obtem com uma só: corrupções à parte, se eu conseguir abster-me da hipocrisia, estarei sendo também honesto, pois pode-se dizer que não ser hipócrita é uma das nuances da honestidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário